Importância do planejamento tributário para uma gestão eficiente

planejamento tributário
4 minutos para ler

Mais de 1.950. Este é o número de horas que uma empresa no Brasil, um dos países com maior carga tributária do mundo, precisa trabalhar para quitar todas as suas obrigações com o Fisco anualmente. Não é à toa que tantos gestores têm optado por investir no planejamento tributário.

Estruturar as operações de forma aproveitar incentivos fiscais e buscar o regime de tributação mais adequado ou vantajoso à operação da empresa são apenas algumas das vantagens obtidas com o serviço. A estruturação da tributação da forma mais vantajosa e dentro dos limites legais ainda promove a saúde financeira da organização, reduzindo, ainda, o risco de multas e problemas com a fiscalização.

Continue na leitura para entender melhor o planejamento tributário, como ele é desenvolvido e o quanto pode ajudar o empreendedor a estruturar o seu negócio.

O que é planejamento tributário?

É a estruturação dos tributos para que os valores devidos pela empresa ao Fisco sejam reduzidos dentro dos limites legais. A organização dos pagamentos envolve: impostos (IPI, ICMS, ISS), taxas (de emissão de documentos e segurança contra incêndio) e contribuições (PIS/PASEP).

Os exemplos evidenciam o quanto o caixa da companhia pode sentir impactos positivos quando o planejamento tributário é feito. A estruturação considera variáveis como faturamento, folha de pagamento e organização societária para adotar as estratégias mais convenientes à saúde financeira do seu negócio.

Como o planejamento tributário ajuda na gestão da empresa?

Independentemente do porte ou segmento de atuação do seu empreendimento, pode ser estudado. A verificação das possibilidades mais adequadas de tributação ajuda a pessoa jurídica a otimizar suas operações enquanto a atividade econômica é prestada dentro da conformidade legal. Confira outros benefícios na sequência.

Evita incidência de impostos

É possível impedir o fato gerador que motivaria o pagamento de um tributo fazendo o planejamento tributário. Por exemplo: em vez de ter pró-labore (sobre o qual incidem IR e INSS), o dono da empresa pode tirar sua remuneração da distribuição de lucros, driblando a necessidade de arcar com as mencionadas alíquotas.

Diminui o valor devido ao Fisco

Isenções fiscais, reduções nas alíquotas e compensações são oferecidas pela União, estados e municípios. Fazer o planejamento tributário com um advogado especialista no assunto garante que a companhia não deixará de aproveitar a oportunidade de economia dentro dos limites previstos na lei.

Elege o regime tributário mais adequado

Lucro Real, Presumido ou Simples Nacional. Muitas microempresas e empresas de pequeno porte acabam elegendo a última modalidade pela facilidade de pagar todas as obrigações fiscais (CPP, ISS, ICMS, IPI, CSLL, Cofins, PIS/PASEP) em uma única guia.

No entanto, esse regime tributário prevê a quitação de um valor predeterminado ao Fisco, independentemente da pessoa jurídica ter tido prejuízo — ou seja, a escolha pelo sistema de arrecadação não é tão óbvia quanto parece.

O planejamento tributário considera o faturamento obtido, as expectativas, os planos e as projeções dos gestores para o futuro. Assim, não existe um regime melhor a toda e qualquer empresa de determinado porte ou segmento, mas o serviço em questão orienta a administração sobre a modalidade mais adequada para o próximo exercício fiscal.

Ampara decisões estratégicas

O planejamento tributário serve, inclusive, para apoiar a tomada de decisão dos gestores. O conhecimento do advogado especialista no assunto pode dar respaldo à escolha da localidade para abertura de uma nova filial ou centro de distribuição, por exemplo.

Havendo demanda do público-alvo em determinada região geográfica, o empreendedor tem a possibilidade de solicitar ao profissional estimativas os tributos incidentes em cada localidade. Assim, a instalação é feita atendendo os interesses da administração da forma mais benéfica possível.

Como fazer o planejamento tributário?

Primeiramente, contrate um profissional especializado. A assessoria jurídica terceirizada experiente no assunto faz seu investimento valer a pena, afinal, ela tem alto conhecimento técnico sobre a legislação e sabe encontrar oportunidades na lei para reduzir os gastos fiscais da empresa.

Ainda, com a terceirizada e a sua equipe atuando juntas, há garantia de que todos estejam alinhados com as estratégias da administração.

O planejamento tributário é instrumento precioso ao empreendedor que deseja conduzir seu negócio, desde que realizado nos limites legais e com orientação especializada. O impacto é positivamente sentido na saúde financeira da empresa e influencia toda a atividade organizacional.

Gostou do tema? Entre em contato conosco.

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-